quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Bolas de Berlim

Quando fui de férias aproveitei para ir uns dias à praia com os miúdos, eles adoram chapinhar até ficarem roxos de frio...mas nada de saírem da água eheh.
No entanto fiquei um pouco triste, porque como é habitual todos os anos, desta vez não encontrei a senhora que vende as bolas de Berlim, são uma coisa do outro mundo....
Mas num dia de pesquisa encontrei esta receita e resolvi fazer, não é que me souberam igual ás que comprava na praia, fenomenal.
Como a receita toda era muito, congelei metade da massa, daqui a uns tempos vou experimentar a ver se ficam igualmente boas.

 
Os ingredientes necessários são:
 
650 gr de farinha de trigo
2 envelopes (7gr) de fermento padeiro seco
65 gr de açúcar
345 ml leite morno
113 gr de manteiga derretida
2 ovos
uma pitada de sal
 
Primeiro ativamos o fermento, incorporando o fermento com o leite morno e deixamos repousar por 15m.
Na cuba da batedeira (com os ganchos de bater massa) colocamos o açúcar, os ovos, o sal e a manteiga derretida, batemos até tudo estar incorporado. Juntamos a mistura do fermento e batemos mais um pouco.
Incorporamos a farinha e batemos por 4-5 m até a massa ficar fofa e macia.
Colocamos a massa numa taça untada e cobrimos com papel aderente e colocamos em lugar resguardado até dobrar o volume, mais ou menos 2-3 h.
Findo este tempo colocamos a massa em superfície enfarinhada e estendemos a massa até que fique um retângulo com 1cm de altura e com um cortador redondo cortamos e colocamos num tabuleiro enfarinhado. Depois de tudo cortado, cobrimos o tabuleiro com um pano e deixamos levedar mais um pouco até dobrar novamente o volume.
 
Num tacho fundo colocamos o óleo a aquecer, quando colocar o cabo da colher de pau e à sua volta formar bolhinhas é porque está na temperatura ideal. Colocamos uns 3-4 bolas de cada vez a fritar, uns minutos de cada lado ou até ver que tem uma cor dourada. Os meus ficaram um nadinha a mais, estavam ótimos, mas na próxima vez tenho de deixar menos tempo. 
Depois de fritos colocamos a escorrer num prato coberto com papel de cozinha. Passamos de seguida por açúcar e colocamos num prato de servir.
 
À parte fiz um pouco de creme de pasteleiro (bagin cream instantâneo).
Peguei em cada bola e com um pauzinho das espetadas fiz um buraco em todo o comprimento e alarguei um pouco.
Num saco de pasteleiro (não tinha usei um saco de zip para congelação e coloquei um bico de pasteleiro fino) coloquei o creme de pasteleiro e coloquei o bico no buraco da bola e fui recheando.
Para ser diferente recheei umas bolas com doce de morango. Fiz da mesma forma, mas no saco coloquei doce previamente mexido para ficar suave. 
 
Pode utilizar vários recheios, é conforme o gosto e imaginação.
 
Depois é só comer e saborear.

Enviar um comentário